Comerciantes de açaí passam por treinamento da Vigilância Sanitária

Cerca de 15 comerciantes de açaí em Canaã dos Carajás participaram, nesta quinta-feira (1) de um treinamento, promovido pela prefeitura, por meio da divisão de Vigilância Sanitária do município, sobre a manipulação correta do fruto para evitar contaminação no processo de transformação do fruto em polpa.

Segundo o gerente da divisão de Vigilância Sanitária do município, Bruno Alves, o objetivo do treinamento foi “capacitar o público para evitar doenças transmitidas por alimentos”. “Vai desde a infraestrutura do estabelecimento, passando por higiene pessoal, higiene do local e dos frutos até chegar à comercialização”, afirmou.

Ainda segundo ele, a capacitação dos “batedores de açaí” é uma forma de garantir que o consumidor tenha acesso a um produto de qualidade e com “segurança alimentar”.

Sobre a Doença de Chagas

Segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde, a região norte concentra 68% dos casos da doença de chagas no país, que é transmitida por um parasita que pode ser encontrado no açaí. Estima-se que o Pará concentre sozinho mais da metade dos casos.

O açaí, evidentemente, não é o vilão por si só. Consumir o fruto faz parte da cultura e da identidade da região e sua comercialização é fundamental para a economia. Por isso, garantir que a produção da polpa siga um padrão sanitário correto é fundamental.

Sobre a Vigilância Sanitária

A divisão de Vigilância Sanitária de Canaã integra o Departamento de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde. Entre as atribuições, está a de promover e proteger a saúde da população, com ações preventivas e de intervenção nos problemas sanitários.

Nesse sentido, a Vigilância promove fiscalizações, orientações e capacitação de empreendedores e colaboradores, por meio de cursos, palestras e reuniões.

COMPARTILHAR