Em Canaã, revisão do PHLIS é debatida em Audiência Pública

Centenas de pessoas, de diferentes localidades do município, compareceram ao auditório do Sine na noite desta segunda-feira (10) para acompanhar de perto uma Audiência Pública que debateu a revisão do Plano Municipal de Habitação de Interesse Social (PHLIS). Na data, questões como o déficit e dignidade habitacional, além da regularização fundiária, foram discutidas.

O evento, promovido pela Prefeitura de Canaã dos Carajás, por meio da Secretaria de Habitação, é a última etapa da revisão do PHLIS e aconteceu após a realização de quatro oficinas públicas em diferentes núcleos do município. Com o amplo debate junto à sociedade concluído, o plano será agora redigido e a sua revisão encaminhada para o Ministério das Cidades. Com isso, Canaã dos Carajás continua a ter acesso a recursos federais e convênios na área de habitação.

“Kazuza do Vale”, representante dos moradores do Vale da Benção falou sobre o debate junto à sociedade. “Na semana passada, a gente teve uma oficina lá no bairro e debatemos vários e importantes assuntos. Acredito que essas reuniões são fundamentais para que a gente seja ouvido, pois quando almejamos algo, temos que correr atrás e participar é importante.”

Diretor do Instituto de Desenvolvimento Urbano (Idurb), Alisson Milhomem também falou sobre o momento. “É com a participação popular que as políticas públicas são construídas. Acredito que essa audiência é parte importante para que a vida dessas pessoas seja melhorada.”

Por sua vez, Jurandir José, secretário de Desenvolvimento Econômico, afirmou que as cobranças devem existir. “Esse é um dia em que as demandas são recebidas e a gente as encaminha adiante. A habitação tem um significado importante para todos e as cobranças por melhorias precisam acontecer.”

Edmilson Peixoto, secretário de Habitação, também fez o uso da palavra. “A gente precisa fazer a revisão desse plano a cada quatro anos. É uma exigência, pois há novas demandas nesse tempo e as necessidades da população mudam bastante com o passar do tempo. É por isso que ouvimos as periferias, pois os maiores problemas estão lá.”

Conforme explicação do secretário, o plano agora revisado tem a validade de mais quatro anos e deve nortear as ações da Secretaria de Habitação de Canaã neste período.